Carregando...
63 3217-1503 comunicacao@sindepol-to.com.br
04 de Abril de 2019

Sindepol/TO apoia Delegado Hudson em mais uma tentativa do Governo em amordaçar a classe

Após determinação do TJ/TO sindicâncias contra o Delegado de Polícia Civil Hudson Guimarães, permanecem trancadas

Nesta quarta-feira, 14, a Juíza e relatora, Célia Regina Regis, da 1ª Vara da Fazenda e Registros Públicos da Comarca de Palmas do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins indeferiu recurso do Estado que solicitava a revisão do trancamento das três sindicâncias contra o Delegado. O mesmo havia sido vítima de retaliações por ter feito críticas ao Governo no mês de fevereiro.

 

No agravo, a Juíza, manteve a decisão anterior que determina que as sindicâncias contra o Delegado fiquem trancadas e argumentou que não existe fundamentação para a suspensão da decisão. “Não vejo razão para atender ao pedido do Agravante de suspensão da decisão agravada, pois não houve qualquer fundamentação a respeito dos requisitos essenciais ao deferimento da medida, mas tão somente o pleito formulado ao final da peça recursal”, como consta no agravo de instrumento.

 

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepol/TO), por meio do seu presidente, Mozart Felix, vem acompanhando a situação e prestando apoio ao Delegado. “Claramente essas atitudes são perseguições do Governo do Tocantins com relação ao Delegado, se não bastasse o Decreto da Mordaça e a retirada da inamovibilidade, o Estado ainda recorreu de decisão que determinava o trancamento de atos de perseguição e perdeu também em segunda instância.  O Governo do Estado tenta impedir a liberdade de expressão não somente do Delegado Hudson, mas de toda a classe”, comenta o presidente.

Presidente do Sindepol/TO, Mozart Felix. Imagem: Lia Mara
Presidente do Sindepol/TO, Mozart Felix. Imagem: Lia Mara
 

 

Entenda

No último dia 22 de fevereiro, o Delegado Hudson Guimarães, foi informado que estava sendo alvo de processo de sindicância, a razão era por ter feito críticas ao Governo em suas redes sociais, uma delas se referia à decisão do Estado em proibir o uso de aparelhos celulares no gabinete do Governador.

 

Logo após a medida tomada pelo Governo com três sindicâncias sob o Delegado, veio o parecer da juíza Cibele Maria Bellezia, no dia 14 de março, com a ordem de trancamento das mesmas que deveria ser realizada pelo o Corregedor Geral da Polícia Civil, Fábio Augusto Simom. O Governo não satisfeito entrou com pedido revisão do trancamento das três sindicâncias.

Delegado Hudson Guimar�£es. Imagem: Luciano Ribeiro/Governo do Tocantins
Delegado Hudson Guimarães. Imagem: Luciano Ribeiro/Governo do Tocantins

FILIE-SE ONLINE ou faça o download da Ficha de Filiação e encaminhe-nos
Parceiros

Receba nosso informativo em seu e-mail

SINDICATO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA CIVIL DO TOCANTINS
ENDEREÇO
1002 Sul, Cj. 01, Lt. 01, Av. Teotônio Segurado
Palmas/TO
CEP 77.023-484
CONTATO 63 3217-1503
© COPYRIGHT 2017